Aécio cobra apuração sobre escândalo da Petrobras

Em seu primeiro discurso na tribuna após as eleições, Aécio Neves condicionou o diálogo com o governo à apuração de corrupção na Petrobras.

Líder da oposição

Fonte: O Globo

Sobre irregularidade na estatal, Aécio explica que “Quem falou a verdade foi taxado de pessimista, de ser contra o Brasil. Mas a história rapidamente mostrou o contrário”. Foto: Ailton de Freitas / O Globo.

Sobre irregularidade na estatal, Aécio explica que “Quem falou a verdade foi taxado de pessimista, de ser contra o Brasil. Mas a história rapidamente mostrou o contrário”.
Foto: Ailton de Freitas / O Globo.

Em discuso no Senado, Aécio cobra do governo apuração do ‘Petrolão’

Senador voltou a criticar o que considerou uma campanha de “mentiras e infâmias”

Em seu primeiro discurso na tribuna do Senado após as eleições, que durou cerca de meia hora, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) condicionou o diálogo com o governo à apuração do escândalo de corrupção na Petrobras, que ele chamou de “o maior do país”:

– Os que foram intolerantes por 12 anos agora falam de diálogo. Mas qualquer diálogo será condicionado especialmente ao aprofundamento das investigações e exemplares punições daqueles que protagonizaram o maior escândalo de corrupção do país, conhecido como Petrolão – disse Aécio, que foi aplaudido pelos senadores que estavam no plenário.

O senador voltou a criticar o que considerou uma campanha de “mentiras e infâmias” por parte de seus adversários e destacou que, logo após as eleições, a presidente Dilma Rousseff começou a tomar as medidas que dizia que Aécio tomaria se fosse eleito.

– Na campanha, eles diziam que elevar os juros era tirar comida do prato dos pobres, pois bem, foi o que ela fez logo que se elegeu. O governo escondeu o rombo das contas públicas o quanto pode. Escondeu reiteradamente que havia necessidade de ajustes e agora antecipa que eles serão duríssimos no ano que vem, em um país que já não cresce. A candidata oficial também negou reajuste de tarifas públicas, ela já está fazendo aquilo que disse que não faria. Na próxima semana já teremos aumento da gasolina e também de energia – disse Aécio.

– Quem falou a verdade foi taxado de pessimista, de ser contra o Brasil. Mas a história rapidamente mostrou o contrário – pontuou Aécio.

O senador também criticou o documento publicado pela Executiva do PT esta semana que, segundo o senador, propõe um “projeto de poder hegemônico”, contrariando preceitos democráticos.

0 comments… add one

Leave a Comment