Justiça nega pedido dos Correios para notificar Aécio Neves

A Justiça Federal do DF negou o pedido dos Correios para notificar judicialmente o candidato da Coligação Muda Brasil, Aécio Neves.

Eleições 2014

Fonte: Aécio 45

Aécio Neves denunciou o uso da estatal para enviar material de campanha da candidata do PT, Dilma Rousseff, para eleitores. Foto: Divulgação.

Aécio Neves denunciou o uso da estatal para enviar material de campanha da candidata do PT, Dilma Rousseff, para eleitores. Foto: Divulgação.

Justiça nega pedido dos Correios para notificar Aécio

Candidato denunciou uso da estatal pelo PT durante campanha eleitoral

A Justiça Federal do Distrito Federal negou, nessa quinta-feira (09/10), o pedido dos Correios para notificar judicialmente o candidato da Coligação Muda Brasil à Presidência República, Aécio Neves. O candidato mineiro denunciou, em setembro, o uso da estatal para enviar material de campanha da candidata do PT, Dilma Rousseff, para eleitores.

“O uso dos Correios é um acinte. Um crime eleitoral. Isso favoreceu uma candidatura. A lei determina a isonomia no pleito. Estamos fazendo o que é possível: alertando, denunciando e entrando com ações na Justiça Eleitoral para que as providências sejam tomadas, espero que sejam tomadas”, afirmou Aécio, quando fez as denúncias.

Notificação inócua

O objetivo da ação da estatal era que o Poder Judiciário informasse ao candidato tucano que os Correios poderiam ajuizar a ação de danos morais sofridos e ação penal para proteção de sua honra objetiva, se voltasse a fazer manifestações de igual teor nos meios de comunicação.

A juíza federal substituta Célia Regina Ody Bernades, da 21ª Vara Federal do DF, considerou que o acesso ao Judiciário é uma “garantia constitucional não condicionada a prévio aviso”. A juíza também afirmou que a notificação dos Correios é “inócua”.

0 comments… add one

Leave a Comment