Aécio confirma apoio e participação dos senadores tucanos à CPI do HSBC

Brasil aparece em 4º lugar em número de pessoas com contas no HSBC na Suíça, com 8.667 clientes que teriam movimentado R$ 20 bilhões.

CPI do HSBC

Aécio defende criação da CPI do HSBC

Aécio: “O PSDB não apenas apoia a iniciativa do senador Randolfe, como participará, com quadros qualificados que tem, de mais essa CPI”. Foto: George Gianni/PSDB

Fonte: PSDB 

Aécio e bancada tucana confirmam apoio do PSDB à CPI do HSBC

O senador Aécio Neves, e o líder da bancada do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima, confirmaram no plenário o apoio e a participação dos senadores tucanos à CPI do HSBC. Proposta pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL), a comissão pretende investigar as suspeitas dos crimes de sonegação e evasão fiscal em contas abertas por brasileiros em agências do HSBC na Suíça.

O Brasil aparece em quarto lugar em número de pessoas com contas no HSBC na Suíça, com 8.667 clientes que teriam movimentado R$ 20 bilhões por meio do banco.

“O PSDB não apenas apoia a iniciativa do senador Randolfe, como participará, com quadros qualificados que tem, de mais essa CPI“, afirmou Aécio Neves em discurso no plenário.

O presidente do partido usou a palavra para rebater mensagens postadas nas redes sociais acusando o PSDB de não apoiar a investigação.

“Ao longo dos últimos dias houve uma cobrança muito grande, em especial nas redes, uma exploração desse tema, agora plenamente esclarecido”, afirmou o presidente nacional do PSDB.

Desencontro

O apoio à investigação do caso HSBC foi reforçado pelo líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima. Ele explicou o desencontro ocorrido que impossibilitou os senadores tucanos de assinarem o pedido de instalação da CPI.

“Na última quinta-feira, conversei por telefone com o senador Randolfe e, por telefone, comuniquei que o PSDB manifestava apoio à instalação da CPI. Ocorre que, num intervalo de tempo mais curto do que se imaginava, o senador Randolfe Rodrigues, de forma diligente, conseguiu o número mínimo necessário e apresentou o requerimento”, afirmouCássio Cunha Lima.

O senador Randolfe Rodrigues, autor do requerimento de criação da CPI, também usou a palavra para desmentir os boatos de que o PSDB não apoiaria a criação da comissão parlamentar de inquérito.

“Não houve deliberadamente nenhuma ação para que não houvesse assinatura do PSDB, como, também, eu não encontrei resistência do PSDB em relação a essa matéria. Faço questão aqui de testemunhar isso”, destacou Randolfe.

0 comments… add one

Leave a Comment