Gestão Anastasia: pedagogos do sistema prisional capacitados pelo Governo de Minas serão referências regionais

Pedagogos polo serão multiplicadores das ações desenvolvidas pela Diretoria de Ensino e Profissionalização da Subsecretaria de Administração Prisional

Divulgação/Seds
Uma reunião técnica traçou metodologia de trabalho para Minas Gerais
Uma reunião técnica traçou metodologia de trabalho para Minas Gerais

Quinze pedagogos que atuam nas unidades prisionais da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) são, a partir de agora, referências em suas regiões. Os profissionais participaram, nesta terça-feira (8), de reunião técnica para traçar uma metodologia de trabalho que atenda às diversas áreas de Minas Gerais.

Na prática, os pedagogos polo serão multiplicadores das ações desenvolvidas pela Diretoria de Ensino e Profissionalização (DEP) da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), diagnosticando e implementando ações de ensino e profissionalização em todo o Estado.

Na abertura da reunião técnica, o superintendente de Atendimento ao Preso, Helil Bruzadelli, destacou a importância da capacitação para o Estado. “Percebo que hoje a sociedade está apta a aceitar o convívio dos presos e dar a eles novas oportunidades. Nossos desafios são grandes, mas tudo flui melhor quando trabalhamos em equipe”. Ainda segundo o superintendente, o objetivo é dar autonomia para as pessoas que serão referências em suas regiões. “Minas é um estado grande e diversificado, daí a necessidade de buscarmos a descentralização de algumas ações”, completou.

De acordo com a diretora de Ensino e Profissionalização, Sandra Madureira, os profissionais que se tornaram referência nesta terça-feira continuarão se preparando. “Em agosto realizaremos um treinamento para que esses pedagogos aperfeiçoem ainda mais as diretrizes apresentadas nesse primeiro encontro. A meta é que até o final de 2013 tenhamos implantado ações de ensino e profissionalização em todas as unidades da Suapi”.

Durante a reunião, foram discutidas as atribuições dos pedagogos polo, a divisão do atendimento por regiões, os planejamentos regionais, dentre outros temas. Os profissionais também participaram de uma palestra com a especialista em Neurolinguística, Cleise Aparecida de Souza, que abordou o tema “Aplicabilidade da Neurolinguística na Educação Prisional de Minas Gerais”.

Estudo

Atualmente, cerca de 6 mil presos estudam enquanto cumprem pena em unidades prisionais mineiras. Os detentos cursam a modalidade de ensino Educação de Jovens e Adultos, que inclui alfabetização, ensino fundamental e médio, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE). Além disso, alguns presos também cursam universidades e fazem cursos profissionalizantes. Pelo estudo, os detentos recebem redução de pena – a cada 12h em sala de aula um dia é retirado da sentença a ser cumprida.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/pedagogos-do-sistema-prisional-capacitados-pelo-governo-de-minas-serao-referencias-regionais/

0 comments… add one

Leave a Comment