Governo de Minas se reúne com agência

Analistas da Agência Moody’s Investors Service participaram de reunião na Secretaria de Fazenda. Durante o encontro foi apresentado o desempenho das contas públicas do Governo de Minas no período de 2008 a 2011.

Gil Leonardi / Imprensa MG
Reunião com os analistas da Moody’s, Patricio Esnaola e Cristiane Spercel, foi aberta pelo secretário Leonardo Colombini
Reunião com os analistas da Moody’s, Patricio Esnaola e Cristiane Spercel, foi aberta pelo secretário Leonardo Colombini
Com o objetivo de conhecer e analisar a situação fiscal e econômica de Minas Gerais no biênio 2011/2012, analistas da Agência Internacional de Risco Moody’s Investors Service estiveram nesta quarta-feira (13) reunidos com técnicos da Secretaria de Estado de Fazenda.

A reunião com os analistas da Moody’s, Patricio Esnaola e Cristiane Spercel, foi aberta pelo secretário Leonardo Colombini, acompanhado do secretário adjunto, Pedro Meneguetti, do subsecretário do Tesouro, Eduardo Codo, e do subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto da Seplag, André Reis.

O secretário Colombini afirmou que “o forte controle das contas públicas do Estado e do planejamento de curto, médio e longo prazos são fatores importantes para o equilíbrio financeiro de Minas Gerais”. O analista da Moody’s, Patricio Esnaola, destacou a importância com que Minas Gerais trata a transparência de suas informações econômicas e a certeza de que o Estado avança significativamente nas ações de controlar e melhorar seu desempenho econômico.

Expectativa

Durante a reunião foi apresentado o desempenho das contas públicas do Governo de Minas Gerais no período de 2008 a 2011 e os resultados do encontro servirão para determinar possível mudança na perspectiva do rating de crédito do Estado. O rating é uma avaliação sobre a capacidade de um emissor de saldar seus compromissos financeiros e é feita por agências de classificação de risco, que apontam para o maior ou menor risco de ocorrência de um “default”, isto é, de suspensão de pagamentos.

Em 2010, a Agência Moody’s elevou o rating de Minas de “Ba3” para “Ba1”, último estágio na faixa considerada grau especulativo. A Expectativa do Estado é alcançar o primeiro estágio no grau de investimento, haja visto que na avaliação do exercício de 2011 foram registrados resultados que indicam a solidez financeira e fiscal das contas estaduais.

A qualificação do gasto, o crescimento da arrecadação, em que pese os efeitos das crises financeiras, a conquista de novas fontes de recursos e a busca por financiamentos foram passos dados com objetivo de reforçar o caixa estadual e injetar recursos para expandir os negócios e consolidar a estrutura administrativa estadual.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/agencia-moodys-investors-service-participa-de-reuniao-na-secretaria-de-fazenda/

0 comments… add one

Leave a Comment