Anastasia lança projeto museográfico

Parceria do Governo de Minas com a Fiemg permitirá ao público uma viagem pela história política do Estado e ampliará atrativos do Circuito Cultural Praça da Liberdade

Arte do projeto museográfico no Palácio da Liberdade  propõe uma viagem interativa pela história política de Minas Gerais
O governador Antonio Anastasia assinou na manhã desta segunda-feira (28) acordo de cooperação técnica com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) para a implantação de projeto museográfico do Palácio da Liberdade. Sede histórica do Governo do Estado, a construção, do fim do século XIX, com mais de 30 cômodos, serviu de residência a vários governadores.

Para o governador Anastasia, é fundamental permitir que o povo mineiro e os turistas, de modo geral, tenham mais interação com a história política de Minas e do Brasil, por meio de avançadas tecnologias.  “Por aqui passou a história de Minas e do Brasil no último século. É importante que essa tecnologia seja colocada à disposição das pessoas e, portanto, será mais um prédio entregue, restaurado e interativo, à população de Minas e do Brasil, no Circuito Cultural da Praça da Liberdade”, afirmou o governador.

A nova museografia do Palácio da Liberdade – que será mais uma atração do Circuito Cultural Praça da Liberdade – irá propor aos visitantes uma viagem interativa pela história política de Minas por meio do uso de modernas tecnologias de vídeo, animação e outras mídias digitais.

Serão dispostos pelos cômodos do Palácio objetos como porta-retratos e espelhos, pelos quais será possível assistir a vídeos e animações com ilustres nomes da política mineira, sempre focados em episódios marcantes da história do Estado.

A Fiemg vai investir R$ 800 mil no projeto previsto para ser aberto ao público no fim de 2012. “Estamos viabilizando um sonho de todos nós. Estamos colocando aqui o que há de mais moderno em tecnologia. Agradeço pela oportunidade da Fiemg também participar desse conjunto cultural”, afirmou o presidente da Federação das Indústrias, Olavo Machado.

A cerimônia no Palácio da Liberdade contou com as presenças da secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, do secretário-geral do Governador, Gustavo de Castro Magalhães, da presidente do Servas, Andrea Neves,  e do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade.

Preservação

Aberto ao público todos os domingos, de 9h às 13h, o Palácio da Liberdade é um dos espaços culturais que compõem o Circuito Cultural Praça da Liberdade. Até 2014, o Circuito vai reunir 12 espaços culturais, entre museus históricos, artísticos e temáticos, centros culturais, bibliotecas e espaços para oficinas, cursos e ateliês. Desde 2010, o circuito recebeu a visita de mais de um milhão de pessoas.

Segundo a secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, será o maior conjunto integrado de cultura da América Latina. “É, sem dúvida nenhuma, um dos circuitos de cultura mais importantes do mundo. Já está programado para os próximos meses a inauguração do Centro Cultural Banco do Brasil. Este ano, já foi feita a reabertura do Museu Mineiro e a entrega do Centro de Arte Popular. Nos próximos anos, teremos a Casa Fiat e Instituto Inhotim, tornando o Circuito Cultural mais completo em termos de programação cultural”, afirmou.

Encenações de cenas históricas em 3D

Além disso, um recurso será utilizado para grupos menores. Trata-se de óculos especial 3D, que possibilitará ao visitante enxergar, em sobreposição ao que se encontra ali, personagens interagindo com o edifício e o mobiliário, em encenações de situações históricas. A previsão é que o projeto seja aberto ao público até o fim de 2012.

O autor do projeto museográfico do Palácio das Artes será o designer de exposições Marcello Dantas. Ele é responsável pela museografia do Museu das Minas e do Metal, também instalado no Circuito Cultural Praça da Liberdade, além de outros espaços culturais, como o Espaço de Exposições Permanentes do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo; o Museu das Telecomunicações – Oi Futuro, em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro; a Sala “Jogos de Poder” do Catavento Cultural e Educacional, no Palácio das Indústrias, em São Paulo; o Museu da Gente Sergipana, do Instituto Banese Cultural, em Aracaju; e o Museu do Caribe, em Barranquilla, Colômbia.

Todo o trabalho de transformação do Palácio da Liberdade em museu será acompanhado por uma equipe de historiadores e pesquisadores da história política de Minas Gerais, que prestará consultoria sobre as informações a serem utilizadas no projeto.

“Nossa maior preocupação é evitar qualquer tipo de descaracterização do acervo já disponível nos espaços. As intervenções serão mínimas, para evitar que a arquitetura e a decoração do espaço sejam ofuscadas”, explicou Dantas.

Clique aqui para conhecer mais detalhes sobre o projeto museográfico do Palácio da Liberdade

Palácio da Liberdade: 115 anos de história

Sede do Governo do Estado e palco de decisões históricas e sociais que fizeram a história de Minas Gerais, o Palácio da Liberdade é um dos principais cartões postais de Belo Horizonte. Inaugurado em 1897, o edifício foi construído em estilo eclético com influência neoclássica e serviu de moradia a vários governadores, contando com mais de 30 cômodos. Entre 2004 e 2006, o Palácio da Liberdade passou por um amplo processo de restauração, com apoio do Instituto Oi Futuro, voltando a ficar aberto à visitação do público.

Circuito Cultural: Arte e Conhecimento

Implantado pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, o Circuito Cultural Praça da Liberdade oferece à população cultura, arte, educação, tecnologia, conhecimento e cidadania.

Desenvolvido em parceria com a iniciativa privada e com entidade pública, os antigos prédios públicos da Praça da Liberdade estão sendo transformados em espaços interativos que buscam espelhar a diversidade, no maior conjunto integrado de cultura do Brasil: acervos históricos, artísticos e temáticos; centros culturais interativos; biblioteca e espaços para oficinas, cursos e ateliês abertos; além de planetário, cafeterias, restaurantes e lojas.

Entre os museus já abertos à visitação no Circuito, estão o Espaço TIM UFMG do Conhecimento, que tem um dos oito planetários mais modernos do mundo e um observatório de última geração; o Museu das Minas e do Metal, que utiliza a tecnologia de forma lúdica e criativa para apresentar o universo dos metais, dos minérios e seus componentes; e o Memorial Minas Gerais – Vale, que instiga o visitante a descobrir a história e os costumes mineiros, de uma forma diferente e interativa.

Ainda fazem parte do complexo o Centro de Arte Popular-Cemig, a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, o Arquivo Público e o Museu Mineiro. Além destes espaços, estão em implantação o Centro Cultural Banco do Brasil, a Casa Fiat de Cultura, o Inhotim Escola e o Museu do Automóvel.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-anastasia-lanca-projeto-museografico-do-palacio-da-liberdade/

0 comments… add one

Leave a Comment