Governo de Minas: História Permanente do Cinema exibe quatro clássicos na programação de julho

Obras de grandes nomes do cinema estarão em cartaz no Cine Humberto Mauro

O projeto História Permanente do Cinema, realizado pela Fundação Clóvis Salgado, apresenta em julho, no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, quatro longas-metragens de importantes diretores internacionais. As sessões acontecem sempre às quintas-feiras, às 17h, seguidas de comentários de pesquisadores e críticos de cinema após o término da exibição. As sessões têm entrada gratuita, com retirada de ingressos na bilheteria do cinema meia hora antes de cada exibição.

Para a programação de julho, foram escolhidos filmes ligados às mostras que estarão em cartaz no Cine Humberto Mauro. Abrindo a programação, na quinta-feira, dia 5, será exibido o longa “Um corpo que cai”, de Alfred Hitchcock, um dos maiores nomes do cinema mundial. No elenco, estão nomes como James Stewart e Kim Novak. Considerado por muitos como a obra-prima do diretor, o filme foi indicado em duas categorias do prêmio Oscar, além de ter vencido outras seis notáveis premiações. A exibição se relaciona à mostra “Estranhos Prazeres”, que está em cartaz no Cine Humberto Mauro, uma vez que evidencia hábitos peculiares das personagens. A sessão será comentada pelo filósofo e ensaísta Mateus Araújo.

Na quinta-feira, dia 12, estará em cartaz “Alma em Suplício”, melodrama de 1945, dirigido pelo húngaro Michael Curtiz. Por esse trabalho, a atriz Joan Crawford recebeu o prêmio de melhor atriz no Oscar de 1946, no qual o longa teve outras cinco indicações. A exibição do filme se relaciona à mostra “Douglas Sirk, O Mestre do Melodrama”, por ser, assim como as obras de Sirk, um bom representante do gênero em questão.

No dia 19, será a vez de “Bullit”, de Peter Yates. Estrelado por Steve McQueen e Jacqueline Bisset, o filme norte-americano é um clássico do gênero policial. Vencedor na categoria “Melhor Edição” do Oscar de 1969, recebeu outros nove prêmios em importantes eventos, como na premiação Edgar Allan Poe Awards. A exibição se relaciona à mostra “Michael Mann e James Gray”, que também exibe filmes policiais. A sessão será comentada pelo crítico e jornalista Marcelo Miranda.

Para fechar a programação de julho, no dia 26, o projeto História Permanente do Cinema exibe outro clássico policial: “Inimigo Público”, de William A. Wellman. Estrelado pelos atores James Cagney e Jean Harlow, o longa, produzido no ano de 1931, é considerado como um dos grandes parâmetros do gênero policial. A sessão será comentada pelo pesquisador Ataídes Braga.

Realizada desde 2010, no Cine Humberto Mauro, a História Permanente do Cinema tem como foco os filmes em sua individualidade (das mais variadas escolas, tendências, períodos, países e diretores). Sua programação é inspirada em um projeto que leva o mesmo nome, realizado pela Cinemateca Portuguesa.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/historia-permanente-do-cinema-exibe-quatro-classicos-na-programacao-de-julho/

0 comments… add one

Leave a Comment