Minas: Centro de Comando Provisório

Mais de 50 profissionais de corporações estaduais, federais e municipais estiveram reunidos para garantir a segurança na capital mineira

Minas: Comando Provisório

Fonte: Agência Minas

Centro Integrado de Comando e Controle Provisório tem seu primeiro grande teste oficial

Na noite desta quarta-feira (24), o Centro Integrado de Comando e Controle Provisório teve seu primeiro grande teste oficial, com o monitoramento do amistoso de futebol entre Brasil e Chile, realizado no Mineirão. Mais de 50 profissionais de corporações estaduais, federais e municipais estiveram reunidos para garantir a segurança na capital mineira antes, durante e depois do jogo.

Segundo a secretária adjunta de Defesa Social, Cássia Gontijo, as preparações começaram, de fato, na segunda-feira (22). “Esse trabalho integrado não se resume à partida de futebol. Desde o começo da semana estamos monitorando a chegada das delegações, dos árbitros, dos materiais, dos equipamentos, enfim, de toda a infraestrutura necessária não só para o evento ‘jogo’, mas para qualquer atividade que possa interferir de alguma forma na segurança em Belo Horizonte”, explicou.

Além do monitoramento de pessoas e da garantia da segurança pública, as instituições trabalharam na escolta coordenada das comitivas e fizeram todos os acompanhamentos, chegadas e saídas referentes à partida. “A integração entre as instituições neste espaço não só agiliza a resolução de problemas como também facilita o planejamento de ações, já que as decisões são tomadas de maneira conjunta”, destaca a secretária Cássia Gontijo. Horas antes da partida, as corporações já monitoravam, minuto a minuto, as vias, trânsito, acidentes e eventualidades em toda a capital.

Participaram do trabalho integrado a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), por meio da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) e Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas (Suase), a Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros Militar, o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas (DER), o Gabinete Militar, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, a Cemig, a Prefeitura de Belo Horizonte, a Guarda Municipal, a BHTrans, a Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), a Secretaria Municipal de Saúde, o Samu, a Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel), a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, a Secretaria Municipal Extraordinária para a Copa do Mundo, o Exército Brasileiro, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a Infraero, a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), do Ministério da Justiça, e a Minas Arena.

O Centro Provisório

Minas Gerais foi o primeiro Estado do país a inaugurar uma estrutura voltada para a segurança da Copa das Confederações. O primeiro Centro Integrado de Comando e Controle do Brasil está sendo utilizado provisoriamente pelo Estado enquanto o Centro definitivo está sendo construído no bairro Gameleira, em Belo Horizonte.

No local, representantes das instituições atuam em mais de 200 estações de trabalho.

O Centro Provisório, que funciona em uma área de 926 m² na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, já está em funcionamento desde sua inauguração, no dia 15 de março. Desde esse dia, shows, jogos e outros eventos estão sendo monitorados conjuntamente pelas instituições. O amistoso entre Brasil e Chile, no entanto, foi o primeiro grande evento realizado dentro dos padrões exigidos pela Fifa e monitorado pelo Centro de Comando e Controle.

0 comments… add one

Leave a Comment