Minas: impulso Cultural

Cultura ganha impulso em Minas com anúncio de novas ações e obras em andamento

Governo de Minas: impulso Cultural

Fonte: Agência Minas

Governador Anastasia anunciou a doação de um importante acervo artístico e o início das obras da nova Escola de Design da Uemg, dentre outras novidades

Representantes da classe artística de Minas se reuniram nesta segunda-feira (17), no Palácio da Liberdade, para celebrarem as conquistas e novidades para o setor cultural no Estado. Entre elas estão o início das obras da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), no antigo prédio do Ipsemg, anunciado pelo governador Antonio Anastasia, e a doação do Acervo Artístico Priscila Freire à Uemg.

Acompanhado pela secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, o governador Antonio Anastasia comemorou ainda, com a categoria, a apresentação do Projeto Centro de Ensaios Abertos (Cena) – Prédio Verde, mais um equipamento a integrar o Circuito Cultural Praça da Liberdade. Além de premiar os vencedores dos programas Filme em Minas e Cena Minas, o Governo do Estado divulgou o andamento das obras, anunciadas em setembro de 2013, na Fundação Clóvis Salgado (FCS), Circuito Cultural Praça da Liberdade, Minas Patrimônio Vivo e Estação da Cultura Itamar Franco. O valor global dos investimentos na área da cultura é da ordem de R$ 400 milhões em 2013 e 2014.

“Estamos dando continuidade a um ambicioso programa de investimentos na área cultural. Ao longo do ano passado e deste ano, serão cerca de R$ 400 milhões alocados no segmento cultural. E isso é muito importante, porque sabemos que a cultura não só tem um valor econômico fundamental na geração de empregos, no fortalecimento e no estímulo ao turismo, mas também porque significa e simboliza algo muito importante para nós mineiros, que é a nossa identidade cultural, a nossa trajetória histórica, que se consagra na cultura mineira tão valorizada”, afirmou Anastasia.

O Governo de Minas adota medidas que, segundo o governador, vão levar cada vez mais a uma consolidação do polo cultural mineiro. “São investimentos na reforma e na melhoria do Palácio das Artes, da Fundação Clóvis Salgado, na área do patrimônio histórico, no Circuito Cultural Praça da Liberdade, inclusive com a reforma do prédio que será sede da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais. Há também o anúncio de uma importante doação de acervo cultural para a Escola Guignard. Temos ainda, premiações culturais igualmente relevantes, inclusive o Filme em Minas, que terá mais uma edição em 2014. Só aí, são R$ 4 milhões a mais. Vários outros editais estão sendo lançados e estamos conseguindo apresentar um ponto muito positivo para o desenvolvimento cultural de Minas Gerais”, ressaltou Anastasia.

Ao lado do reitor da Uemg, Dijon Moraes, o governador destacou a importância das obras artísticas doadas à Universidade do Estado de Minas Gerais. No Acervo Artístico Priscila Freire constam pinturas, desenhos, gravuras, esculturas, cerâmicas do Vale do Jequitinhonha e tapeçarias de renomados artistas, como Alberto da Veiga Guignard, Tarsila do Amaral, Irma Lessa, Aldemir Martins, GTO e outros.

Reforços para o Circuito Cultural

Para a implantação da Escola de Moda e Design da Uemg, no antigo prédio sede do Ipsemg, na Praça da Liberdade, o Governo de Minas vai investir R$ 30 milhões. O espaço vai abrigar os cursos de Design de Produto, Design Gráfico, Design de Ambiente, Artes Visuais, Design de Modas. Está prevista a realização de cursos profissionalizantes, abertos à comunidade, e de especialização e doutorado. Pelo menos um novo curso, o de Design de Moda, deve ser criado com cerca de 300 vagas. As obras devem ser concluídas em 2016. No ano que em completa 25 anos de atividades, foi publicado, no último dia 4, o edital de licitação para a primeira fase de construção do Campus-BH da Uemg, compreendendo obras de infraestrutura e de instalação de duas unidades: a Escola de Música e a Faculdade de Educação.  Os investimentos são da ordem de R$ 74 milhões.

Outra novidade para integrar o Circuito Cultural Praça da Liberdade é o Centro de Ensaios Abertos (Cena). As obras para implantação, na antiga sede da Secretaria de Viação e Obras (Prédio Verde), tem previsão de início no próximo semestre. Prevê a adaptação do edifício para acolher o maior número possível de grupos e artistas do teatro, dança, música e multimídia, para realizarem seus ensaios, experimentos e processos criativos.

Serão 25 salas de ensaios, além de um palco com todas as condições técnicas para a realização de testes de iluminação e de cenografia. O espaço abrigará também o Centro de Referência das Artes Cênicas, com um rico acervo bibliográfico, videográfico e espaço para pesquisa das Artes Cênicas de Minas Gerais. As obras serão concluídas em 2016.

Detalhamento de obras

No encontro, a Secretaria de Cultura detalhou a situação das obras anunciadas em setembro passado para melhoria da infraestrutura de alguns dos mais importantes redutos da cultura em Minas Gerais, como a Fundação Clóvis Salgado, o Circuito Cultural, a Estação da Cultura e do Minas Patrimônio Vivo.

“Esta solenidade de hoje é um grande momento de compartilhar com a classe cultural e com a sociedade os avanços na cultura e o estágio de desenvolvimento dos principais programas e projeto. Apresentamos um recorte do que o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, vem fazendo há três anos: descentralizando as políticas públicas para todas as dez macrorregiões do Estado, revitalizando e zelando pelo patrimônio cultural, fomentando toda a cadeia produtiva da cultura e contemplando os mais diversos segmentos artísticos que se encontram em plena efervescência no Estado de Minas Gerais”, afirmou a secretária Eliane Parreira.

O Palácio das Artes e a Serraria Souza Pinto passam por obras de revitalização de suas instalações para otimizar o acesso do público. Estão sendo feitas reformas nas fachadas e piso e intervenções elétricas, entre outras. Já foram concluídas as obras do Cine Humberto Mauro, que teve as cadeiras e piso substituídos e o sistema de som reestruturado.

Com relação ao Minas Patrimônio Vivo, o programa está investindo na recuperação de igrejas, casarões, fazendas e prédios tombados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha) em diversas regiões do Estado. Alguns exemplos são o Museu Casa Alphonsus de Guimaraens, em Mariana, iluminação de monumentos em Tiradentes, Fazenda Boa Esperança em Belo Vale, restauração de acervo composto por 19 imagens religiosas de nove municípios.

Outra obra de destaque é a Estação da Cultura Presidente Itamar Franco, conjunto arquitetônico que abrigará uma sala para concertos sinfônicos e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, além dos edifícios-sede da Rádio Inconfidência e da Rede Minas de Televisão. As obras foram iniciadas em março de 2013. A abertura ao público será na temporada 2015 da Orquestra Filarmônica.

Já no Circuito Cultural Praça da Liberdade, está sendo iniciado o projeto de revitalização da iluminação da Praça da Liberdade e substituição e ampliação de postes de luz na região da Alameda Travessia e fontes da praça. Início de projeto no 1º trimestre de 2014 e conclusão da obra em dezembro de 2015. Também será iniciado o processo de reforma do Anexo Biblioteca Luiz de Bessa, do Museu Mineiro e do Centro de Informação ao Visitante (Rainha da Sucata), além do Arquivo Público Mineiro.

Cultura premiada

Além dos anúncios que contemplam equipamentos culturais, foram premiados os artistas vencedores das últimas edições de dois importantes programas de estímulo voltados à arte mineira: o Filme em Minas e o Cena Minas. O Filme em Minas, Programa de Estímulo ao Audiovisual, é uma das mais conceituadas iniciativas de incentivo à produção audiovisual no Brasil. Realizado por meio de parceria entre a Secretaria de Estado de Cultura e a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), é realizado bienalmente. Em seis edições, já contemplou 174 projetos, com aporte superior a R$ 21,5 milhões.

Dos 31 projetos contemplados nesta edição, os artistas que representam a classe e receberam a premiação das mãos do governador Antonio Anastasia são Marília Rocha, ganhadora na categoria de Produção de Longas-Metragens pelo projeto “A Cidade onde Envelheço”, e Rodrigo Carneiro, ganhador na categoria de Produção de Curtas e Médias-Metragens pelo projeto “Copyleft”.

O Edital 2014/2015 do Filme em Minas terá inscrições abertas em abril de 2014. Serão repassados R$ 4 milhões a projetos em seis categorias: Produção de longas-metragens, Finalização e distribuição de longas-metragens, Curtas e médias-metragens, Formato livre e Publicações, preservação e memória.

O Cena Minas foi criado pelo Governo de Minas para incentivar as produções de teatro, dança e circo. Na 6ª edição do prêmio, foram distribuídos mais de R$ 1,6 milhão em prêmios a 54 projetos. Os projetos, cujos prêmios foram entregues pelo governador são Manutenção do Instituto Cultura In-cena (Teatro/Teófilo Otoni), Espaço, Ação e Continuidade (Dança/Belo Horizonte) e Circulando sob Lona para Todos (Circo/Muriaé).

Desde sua criação, o prêmio contemplou 235 projetos, com investimento de mais de R$ 7,6 milhões. Grande parte dos projetos tem sua execução preferencialmente realizada no interior do Estado, sendo uma média de 116 cidades contempladas, por edição, com ações do prêmio. Nesta 6ª Edição, o número de premiados aumentou de 45 para 54 grupos de teatro, dança e circo, com aporte de R$ 1,7 milhão em prêmios; ou seja, um aumento de mais de 27% em relação a 5ª edição no valor e 20% em relação à quantidade de prêmios distribuídos.

0 comments… add one

Leave a Comment