Cidades de Minas irão ganhar novas salas de cinema

Programa da Codemig vai investir em salas de cinema no interior e fomentar a indústria cinematográfica por todo estado de Minas Gerais.

Fonte: Agência Minas

Os consultores visitaram os municípios e mapearam os imóveis que poderão abrigar os cinemas.

Os consultores visitaram os municípios e mapearam os imóveis que poderão abrigar os cinemas.

Dezoito cidades mineiras irão receber investimentos do Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig), para criar ou revitalizar salas de cinema, como parte do projeto Cineminas – Programa Codemig de Apoio ao Cinema.

Os municípios selecionados são: Araguari, Caratinga, Coronel Fabriciano, Curvelo, Ibirité, Itajubá, Itaúna, João Monlevade, Nova Lima, Patrocínio, Ponte Nova, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, Teófilo Otoni, Timóteo, Unaí e Vespasiano. A seleção foi feita a partir de um estudo de viabilidade, encomendado pela Codemig à empresa de consultoria Ernst & Young.

Durante quatro meses, foram analisadas as condições, as demandas e o perfil do público alvo em 76 cidades mineiras com mais de 28 mil habitantes, que não possuem salas de exibição. O estudo, contratado por licitação, identificou a viabilidade econômico-financeira dos projetos em cada cidade, para garantir a sustentabilidade da iniciativa.

Os consultores visitaram os municípios e mapearam os imóveis que poderão abrigar os cinemas. Os complexos contarão com espaços de bilheteria, bomboniere e salas de exibição com capacidade para público de 150 a 200 pessoas.

O objetivo do Cineminas é fomentar a indústria cinematográfica mineira, desenvolvendo políticas, parcerias e ações de incentivo à produção, à exibição e à comercialização de conteúdos. Além disso, a iniciativa vai ampliar o acesso da população à cultura e gerar impactos econômicos e sociais em todo o estado pela criação de demanda para entidades privadas e públicas de todo setor audiovisual. O programa leva em conta a diversidade estadual e atende à meta da Codemig de interiorização das ações de desenvolvimento.

Ponte Nova

Em Ponte Nova, na Zona da Mata mineira, a sala de exibição da cidade será construída no prédio do tradicional Hotel Glória. O investimento prevê, além da instalação do cinema no local, a restauração do prédio de 150 anos. O contrato de cessão do imóvel já foi assinado entre a Codemig e a Prefeitura da cidade.

Setor audiovisual e Indústria Criativa

A indústria cinematográfica representa uma área de expressivo potencial dentro do setor audiovisual, que tem se destacado como um dos mais dinâmicos da economia brasileira. Ele é responsável por 0,57% do PIB nacional, com um desempenho equivalente ao dos setores do vestuário e de fármacos.

O audiovisual é uma das seis áreas prioritárias do Minas de Todas as Artes – Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa. A iniciativa inédita e estratégica, lançada em 2015, busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o Estado.

Até o fim de 2018, serão investidos mais de R$ 20 milhões em editais de fomento e fortalecimento, com iniciativas de valorização de setores como gastronomia, audiovisual, design, moda, música e novas mídias.

A Indústria Criativa constitui a cadeia produtiva composta pelos ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como insumos primários e vem recebendo investimentos para apoio a novos negócios, numa iniciativa inédita no Estado.

Lançamento do Prodam

Ciente que o setor audiovisual se apresenta hoje como potencializador do desenvolvimento cultural, econômico e social, o Governo de Minas Gerais lançou em maio de 2016 o Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro (Prodam).

Plataforma interativa que objetiva incentivar e fomentar o segmento, o Prodam destina-se a viabilizar políticas públicas por meio de parcerias entre órgãos e entidades da administração pública direta e indireta do Estado de Minas Gerais, municípios e União, além de instituições privadas.

A rede de cooperação atuará como um elo de forças em prol do impulso à formação, produção, distribuição, exibição e preservação do audiovisual mineiro, colocando em uma mesma direção ações diretas e dinâmicas com todos os atores atuantes.

0 comments… add one

Leave a Comment