Feam realiza vistoria no estádio Mineirão

Visita inspecionou manuseio, acondicionamento, coleta e reciclagem feitos no estádio nos dias de jogos, buscando melhorias para os Jogos Olímpicos.

Fonte: Agência Minas

Estádio Governador Magalhães Pinto/ Mineirão

Estádio Governador Magalhães Pinto/ Mineirão

A Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), por meio do Programa Ambientação, realizou vistoria no estádio Mineirão com o objetivo de conhecer e apontar melhorias no sistema de gestão de resíduos para os Jogos Olímpicos 2016. O programa desenvolve ações de educação ambiental junto ao funcionalismo público do Estado.

A visita observou o manuseio, acondicionamento, coleta, transporte, reuso e reciclagem, tratamento e disposição final do lixo produzido em dias de partida de futebol. O Mineirão irá sediar dez jogos de futebol em sete dias alternados dentro da programação dos Jogos Olímpicos, que iniciam no Rio de Janeiro em 5 de agosto.

Segundo Rodolfo Fernandes, analista ambiental do Programa Ambientação/Feam e ponto focal para sustentabilidade pela Minas2016, a visita foi importante para verificar antes dos jogos como é o trabalho de gestão de resíduos no estádio. O resultado será reportado pela Minas 2016 à comissão organizadora da Rio 2016.

“É importante conhecer o sistema antes dos jogos iniciarem. Nosso papel foi verificar como é feita a coleta, acondicionamento, para onde os resíduos são encaminhados e apontar melhorias. O sistema no Mineirão é satisfatório, a infraestrutura atende as exigências da Rio 2016”, afirma o analista, que irá atuar nos jogos olímpicos no Mineirão.

Durante a visita, os técnicos acompanharam o funcionamento do estádio durante a partida de futebol entre Atlético e Botafogo. Os responsáveis pelo estádio e a Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais Reaproveitáveis de Belo Horizonte (Asmare) se uniram para distribuir sacolas biodegradáveis aos torcedores. A intenção é facilitar o recolhimento de resíduos nas arquibancadas.

Segundo a engenheira ambiental do Mineirão, Bárbara Freitas, para coletar os resíduos após os jogos, as empresas de limpeza terceirizadas recolhem os não recicláveis e a Asmare retira os recicláveis nos bares e coletores espalhados pelo estádio.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, os sistemas de coleta seletiva e de logística reversa devem priorizar a participação dos catadores de materiais recicláveis. A Asmare, segundo Bárbara Freitas, tem contrato firmado com o Mineirão para recolhimento, triagem e comercialização dos recicláveis gerados nos dias de jogos.

Acesse www.minas2016.mg.gov.br e acompanhe as ações do Governo de Minas Gerais para os Jogos Olímpicos 2016

0 comments… add one

Leave a Comment