Programa Caminhos de Minas

População da região Central comemora asfalto em estrada que dá acesso a Belo Horizonte. Serão investidos R$ 40,2 milhões na pavimentação

Governo de Minas: Caminhos de Minas

Fonte: Agência Minas

Obra beneficiará diretamente moradores dos municípios de Taquaraçu de Minas e Nova União, sendo rota alternativa à capital, sem passar pela BR-381

Moradores dos municípios de Taquaraçu de Minas e Nova União, na região Central do Estado, comemoraram, nesta quinta-feira (19), o início das obras do Programa Caminhos de Minas, autorizado pelo vice-governador Alberto Pinto Coelho. Serão investidos R$ 40,2 milhões na pavimentação do trecho de 15,54 quilômetros entre as duas cidades, incluindo obra, material betuminoso, supervisão e desapropriação. Serão construídas, também, duas pontes sobre o Rio Taquaraçu, com investimentos de R$ 3,8 milhões.

Ao assinar autorização para a obra, o vice-governador destacou que a pavimentação desse trecho vai beneficiar diretamente a população dos dois municípios, Taquaraçu de Minas (3.840 habitantes) e Nova União (5.575), funcionando como uma nova opção para quem quiser ir a Belo Horizonte, sem passar pela BR-381, uma das mais movimentadas rodovias do Estado. “Com as obras do Governo de Minas, a partir de Itabira poderemos ter acesso a Belo Horizonte e da capital à região sem passar pela rodovia federal mais conhecida como rodovia da morte, uma das obras mais reivindicadas por Minas Gerais”, afirmou Alberto Pinto Coelho.

Presentes à cerimônia, os prefeitos de Nova União, Geraldo de Paula Andrade, e de Taquaraçu de Minas, Hiarbas Ferreira da Silva, ressaltaram em seus discursos que a obra é a concretização de um sonho antigo dos moradores da região. “Além de melhorar a qualidade de vida, essa obra vai gerar economia às duas prefeituras. Trará muitos benefícios a toda região”, disse o prefeito de Taquaraçu de Minas.

Mais integração

Lançado em 2010, o Caminhos de Minas vai possibilitar maior integração ao encurtar distâncias e diminuir custos de transporte, com reflexo direto no desempenho da economia mineira. A redução no tempo de deslocamento de pessoas, bens e cargas é fator determinante para a melhoria da qualidade de vida dos moradores das regiões beneficiadas, dos que visitam o Estado ou daqueles que precisam utilizar a infraestrutura rodoviária mineira.

Dessa forma, o programa também vai impulsionar a comunicação nas diversas regiões do Estado e entre uma e outra, além de desviar tráfego das rodovias troncais, o que fará com que aqueles que trafegarem por todas as rodovias mineiras façam com mais segurança, tranquilidade e rapidez.

Com o objetivo de ampliar e melhorar a infraestrutura logística dos municípios e regiões, o Caminhos de Minas é o maior programa rodoviário da história de Minas Gerais, envolvendo obras em aproximadamente 7,8 mil quilômetros de rodovias, distribuídos por 242 trechos, beneficiando diretamente 306 municípios e 7,3 milhões de mineiros. A primeira fase do programa prevê investimento de R$ 3,3 bilhões para implantar 1.670 quilômetros de rodovias.

“Essa ação deixou de ser um programa de Minas para ser um processo de integração do Estado. O governo dá um exemplo de modelo de gestão pública”, disse o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles.

Para viabilização do programa, o Governo de Minas está utilizando recursos próprios e financiamentos junto a organismos multilaterais de fomento. Todas as regiões do Estado estão inseridas no planejamento e serão beneficiadas pelo Caminhos de Minas. Existem obras programadas para a Zona da Mata, Sul, Norte, Jequitinhonha, Mucuri, Alto Paranaíba, Centro-Oeste, Noroeste e Rio Doce.

Participaram da solenidade em Nova União, na Escola Estadual Coronel José Nunes Melo Júnior, o diretor do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), José Élcio Monteze, e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Dinis Pinheiro, além de deputados, vereadores e autoridades da região.

1 comment… add one

  1. Marcos Aurelio

    Éhhh governador!!! Ainda bem que o Sr. não vai poder lançar novamente sua candidatura ao governo do estado em 2014 né? Pois essa tática de lançamento de MEGAS PROGRAMAS de melhorias das estradas, ou melhor, dos trilhos de bois e cavalos de minas sempre 12 ou 15 meses antes das eleições não ta colando mais não hein? Teria dó é do teu candidato para sucessão se a população conseguisse eenxergar tais imoralidades, pra não dizer outra coisa. Só pra relembrar, foi assim com o ProMG, depois com o ProAcesso e agora com o caminhos de Minas. E então Governador, já ta pensando em qual será a nova PROMESSA para o próximo período eleitoral depois do de 2014 ou ainda é muito cedo para tal? Provavelmente sim né, pois os eleitores se esquecem facilmente das antigas promessas feitas às vésperas dos períodos eleitorais.

Leave a Comment