Aécio: choque de infraestrutura para impulsionar o agronegócio

Em visita a Dourados (MS), Aécio Neves reafirmou seu compromisso de promover um choque de infraestrutura para impulsionar o agronegócio brasileiro.

Eleições 2014

Fonte: Jogo do Poder

Aécio Neves vai investir em infraestrutura para impulsionar o agronegócio

Aécio foi o primeiro candidato a visitar o Mato Grosso do Sul

O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda BrasilAécio Neves, reafirmou seu compromisso, nesta terça-feira (19/08), em visita a Dourados (MS), de promover um choque de infraestrutura para impulsionar o agronegócio brasileiro, recuperar a competitividade e assegurar a estabilidade e a retomada do crescimento econômico.

Primeiro candidato a visitar o Estado, reforçando seu compromisso com a região, Aécio passou a manhã na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, onde se reuniu com cerca de 300 empresários, participou de carreata e foi recebido por centenas de correligionários e líderes políticos em ato político.

“O Brasil viverá no nosso governo um choque de infraestrutura que começará por essa região. As ferrovias e hidrovias voltarão a entrar no mapa no nosso governo, porque é impensável que o Brasil não tenha priorizado ao longo dos últimos anos”, afirmou em discurso aos empresários na sede da Associação Comercial e Empresarial de Dourados.

Ele destacou a necessidade de ligar a região ao porto de Paranaguá, para facilitar o escoamento da produção. “Temos de avançar atrás do tempo perdido. Infelizmente, durante 11 anos, o governo do PT demonizou as parcerias com o setor privado, o que atrasou imensamente investimentos que já poderiam estar aqui, melhorando resultados, aumentando a competitividade de quem produz no Brasil.”

Aécio afirmou que pretende conduzir um “governo do planejamento, da retomada do crescimento do Brasil, das obras que começam e que terminam pelo preço do projeto apresentado e licitado”.

Ministérios

Aécio Neves classificou de acinte a existência de 39 ministérios no governo federal e reiterou seu compromisso com a redução das pastas pela metade. Aécio também afirmou que o Superministério da Agricultura, anunciado por ele há algumas semanas, trabalhará em parceria com o Ministério da Infraestrutura, ressaltando o papel estratégico do setor para o desenvolvimento da economia brasileira.

“[O ministério] terá interlocução com o Ministério da Infraestrutura na definição dos investimentos em logística e infraestrutura. Um ministério que participará da formulação do orçamento, que será ocupado por pessoas representativas do setor e não estará mais sujeito a esse loteamento político a que vem sendo submetido. Ou compreendemos de forma definitiva que o agronegócio é a principal alavanca para o desenvolvimento econômico e social do país, ou vamos estar, daqui a pouco, infelizmente, nos confrontando com o crescimento negativo da nossa economia”, disse.

Embrapa

Indagado sobre a política que adotará em relação a conflitos envolvendo terras indígenas, Aécio Neves disse que não será omisso como o governo atual e afirmou que vai atuar em parceria com os governos estaduais, consultando não apenas a Funai como também a Embrapa na busca de soluções que pacifiquem os confrontos.

O presidenciável estava acompanhado do candidato a governador Reinaldo Azambuja, além de outras lideranças e apoiadores. Parou dezenas de vezes para tirar foto com eleitores e eleitoras que se aproximaram dele e distribuiu autógrafos durante o ato político na sede do Clube Social Nipônico.

0 comments… add one

Leave a Comment